Dicas para ter seu próprio jardim em casa

Dicas para ter seu próprio jardim em casa

A jardinagem além de ser decorativa e valorizar o imóvel, tem muitas vantagens para sua saúde física e mental.

E ainda mais no momento em que estamos vivendo, nada melhor do que estar conectado à natureza com seu próprio jardim em casa, né?

Pode parecer complicado cuidar das plantinhas, mas quando você vê já virou um passatempo ou aquela tarefa que te ajuda a controlar a ansiedade e te acalmar em momentos de estresse.

Além delas promoverem o bem-estar, limpam o ar em que respiramos. 

Para não perder mais tempo e tirar da imaginação essa vontade, juntamos 8 dicas essenciais para ter o seu próprio jardim em casa, confira abaixo:


  1.  MONTE SEU KIT JARDINAGEM 

O primeiro passo para ter seu próprio jardim em casa é montar seu kit com as ferramentas essenciais para isso. 

Há um universo de ferramentas que podem otimizar o seu jardim, mas começando pelo kit básico podemos contar com um rastelo, pá e espátula fina.

Esses utensílios bastam para o início, mas outro item interessante que pode facilitar sua vida é o regador de pressão. 

 

2. ESCOLHA A PLANTA CERTA 

A escolha da planta certa faz toda a diferença. Na hora da montar o seu jardim, algumas questões devem ser levadas em consideração: sua rotina e o tempo destinado ao cuidado.

Se você tem uma rotina corrida e não vai poder destinar muito do seu tempo para a manutenção é bom escolher uma planta que exige pouca água, como os cactos por exemplo, para que elas não morram rapidamente. 

O visual é outro detalhe muito considerado por quem tem um jardim em casa e é louco por decoração. Clique aqui para aprender a usar plantas na decoração. 


3. NÃO DESANIME 

Se acontecer de uma planta morrer ou secar, não fique desanimada, e para que isso não aconteça não crie tanta expectativa nelas.

Isso é normal, mas deve ser investigado. As plantas exigem alguns cuidados obrigatórios e individuais, então devem ser estudadas junto ao ambiente para que você cuide delas da melhor forma. 

Para ter mais dicas de cuidados com plantas, clique aqui.


4. VENTILAÇÃO 

A ventilação pode ser muito favorável à sua plantinha, mas é uma via de mão dupla, pode secá-las também! Por isso é preciso ficar atento à sua resistência.

A maioria das espécies necessita de um local ventilado, mas nem tanto, para que possa ocorrer sua troca de gases, já outras são muito resistentes ao vento, como por exemplo os coqueiros.


5. LUZ

A luz é uma questão importante nos cuidados com seu jardim. Todos sabemos que as plantinhas dependem dela para fazer a fotossíntese e sobreviver, sendo assim, procure sempre por um lugar ao sol!

Analise os locais na sua casa com iluminação natural para definir onde será o espaço escolhido.

Lembre-se de que cada planta tem sua particularidade, há plantas que necessitam de meia-sombra, outras sol pleno. Esses detalhes fazem grande diferença no resultado. 


6. REGAGEM DO JARDIM 

Como nas questões luz e ventilação, a necessidade varia de acordo com a espécie. Sempre exageramos em tudo, com o jardim não ia ser diferente, né?

As plantas possuem necessidades hídricas distintas, por isso, se houver água demais em plantas que possuem baixa necessidade hídrica, como os cactos, podem chegar ao apodrecimento. 

Por isso, não pense que “um pouco a mais nunca é demais” porque neste caso É SIM!


7. ADUBE

A adubação, sendo bem-feita, é extremamente importante para o desenvolvimento dos vegetais e absorção dos nutrientes. E temos duas perguntas importantes que precisam ser respondidas nesse caso:


  • Como vou saber se minha planta precisa ser adubada?

Bom, uma planta nutrida não fica doente. Há alguns sintomas clássicos, como não florescimento, baixo crescimento, quebra, etc.  


  • E com o que posso adubar ela? 

Há dois tipos de adubos, o orgânico/caseiro e os químicos, produzidos em laboratório. Porém, em ambos há a necessidade de consultar o correto para a espécie. 


8. VASOS CORRETOS 

Que cada planta tem sua particularidade já sabemos, mas, o uso correto dos vasos também pode fazer toda a diferença.

Claro que é essencial avaliar o ideal para a espécie que você deseja, mas é sempre importante o vaso ser no mínimo maior que a planta, para que ela tenha espaço suficiente para crescer e se nutrir. 

Uma grande aposta das novas tendências de decoração são os jardins verticais. Um efeito que pode mudar totalmente uma parede e até o visual do ambiente todo.

É muito utilizado em Espaços Gourmets, um local na casa para receber os amigos e família com maior conforto, e ainda por cima decorado com plantas de verdade! 


Dica extra

Sua paixão por plantas cresce cada dia mais? Talvez seja a hora de ter sua própria horta para cuidar e amar!

Veja nossas dicas para ter uma horta vertical em casa!



Receba Novidades

Cadastre-se e receba as novidades do mercado imobiliário em seu email.

Blog Leardi - Últimas Notícias

Fique por dentro das novidades do mercado imobiliario e de franquias. Oportunidades, dicas, informação.